Site Meter

 

A Torre de Babel

"Asseguram os ímpios que o disparate é normal na Biblioteca e que o razoável (e mesmo a humilde e pura coerência) é quase milagrosa excepção."

Jorge Luís Borges, A Biblioteca de Babel

 

 

segunda-feira, janeiro 02, 2006

Mais questões difíceis...

Até que ponto se pode ir para obter informação necessária ao combate ao terrorismo. É admissível a utilização de informação obtida através de tortura? E se essa mesma informação tiver sido obtida por meios ilegais no nosso país mas por agências de informação estrangeiras? Somos obrigados a apurar o modo como foi obtida a informação pelas agências de informação estrangeiras ou simplesmente adoptamos uma postura see no evil, hear no evil, speak no evil?

A questão surge na Alemanha. Curiosamente o mesmo problema - relativização dos princípios fundamentais da democracia em benefício de uma maior segurança - manifesta-se nos Estados Unidos da América, com o presidente Bush a defender a possibilidade de realização de escutas telefónicas sem necessidade de mandado judicial, fundado na necessidade de proteger o país de ataques terroristas futuros.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home