Site Meter

 

A Torre de Babel

"Asseguram os ímpios que o disparate é normal na Biblioteca e que o razoável (e mesmo a humilde e pura coerência) é quase milagrosa excepção."

Jorge Luís Borges, A Biblioteca de Babel

 

 

quinta-feira, junho 16, 2005

Breve apontamento para os incautos

A notícia do Público intitulada "Défice do Estado diminuiu 14,2 por cento no início do ano face a 2004 " não significa qualquer melhoria estrutural nas contas públicas nem deve ser levada à conta de boa gestão do PS ou - Deus nos livre - méritos do orçamento de Santana Lopes e Bagão Félix.

Simplesmente, a receita cresceu mais do que a despesa, muito por causa de um aumento na arrecadação de IVA gerado pela saída da recessão técnica e consequente aumento do consumo privado. O aumento da taxa para 21% tratará de provocar a retrocessão do processo. Portanto, nada de optimismos.

Ademais, o que realmente interessaria era observar uma redução de despesa. Isso seria motivo para contentamento.

Por fim, e como se pode ver pelo gráfico, a melhoria é apenas ligeira, representando pouco mais do que uma gota de água no oceano das contas públicas.




Post em stéreo

1 Comments:

Blogger Rui MCB said...

Ouve lá, sabes o que é aquela "coisa" nos passivos financeiros (despesa) que aparece por lá este mês? Alguma tranche para o citibank?

9:50 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home